Congregação da Missão - Santuário Nossa Senhora dos Remédios

Congregação da Missão


 

Congregação da Missão – Província Sul

Avenida Jaime Reis, 531 – Mercês
Curitiba/PR
(41) 3223-0561
Provincial: Padre Odair Miguel Gonsalves, C.M.

 

 

 

 

 


O que é a Congregação da Missão?

A Congregação da Missão é uma comunidade de Sacerdotes e irmãos da Igreja Católica, fundada por São Vicente de Paulo em 1625 para a evangelização dos pobres e a formação do clero. Os Sacerdotes e Irmãos Vicentinos  são mais de 4000 no mundo e trabalham em 86 países. Os membros da comunidade servem os pobres e os marginalizados.

O superior Geral é considerado como o sucessor de São Vicente de Paulo e dirige a Congregação da Missão de acordo com as Constituições da mesma. É eleito por uma Assembléia Geral, por um período de seis anos, podendo ser reeleito por outros seis anos. Ele é o centro de unidade e de coordenação de todas as Provincias. Deve ser fonte de animação de toda atividade apostólica.

 

 

Quem foi São Vicente de Paulo?

Vicente de Paulo nasceu aos 5 de abril de 1580, em Pouy, Dax, sul da França. Era o terceiro de 6 irmãos. Seus pais eram pobres camponeses. Vicente desde menino pastoreava as ovelhas e gado. Seu pai percebendo sua astúcia e inteligência vendeu uma junta de bois para pagar os seus estudos. Entrou no caminho do sacerdócio, única chance de promoção socialpara um camponês de sua época. Com menos de 20 anos ordenou-se padre. Ai começou um itinerário espiritual e missionário fantástico. De preso como em uma teia de aranha, buscando benefícios pessoais, centrado em si mesmo, dando as costas aos pobres, deu uma reviravolta em sua vida, diante de experiências e acontecimentos que o levaram a encontrar os pobres. Também caminhou por noites escuras da Fé. Passou por varias conversões.

Ouviu o grito dos pobres, primeiro nas periferias de Paris, depois, nas demais regiões da França, onde, sobretudo os camponeses estavam abandonados numa terrível miséria material e espiritual. Vicente caminhou entre os pobres, doentes, Gales, encarcerados, crianças abandonadas, refugiados, mendigos, idosos e esfomeados de toda a espécie. Descobriu que a compaixão e a misericórdia tem recursos inventivos infinitos. Vicente se tornou um dom de Deus para os pobres quando descobriu a dignidade do seu sacerdócio, sobretudo quando partiu o pão com os pobres.

A partir de 1617 as experiências fundantes de Folleville e Chatillon-les-Dombes, marcaram definitivamente a sua vida. Caminhou então em busca dos caídos das estradas empoeiradas da França, flagelada pelas guerras, peste e a fome e por suas políticas expansionistas. Pregou missões pelas aldeias e envolveu os leigos na missão e socorro dos pobres. Renovou a vida da Igreja, fundando a serviço da evangelização dos pobres,  as Confrarias da Caridade, em 1617, e logo a Congregação da Missão em 1625 e com santa Luiza de Marillac, a Companhia das Filhas da Caridade em 1633. Colaborou na mudança do rosto da Igreja, fundando Seminários para a formação do Clero, retiros para os ordenandos, formação permanente do clero inovando inclusive  o método de pregação.

Porém não trabalhou sozinho. Seu ardor missionário atraiu uma multidão depessoas neste movimento de misericórdia e revolução dos pobres contra a miséria. O segredo de tanto dinamismo foi sua profunda experiência de Deus,que se vitalizava no seu contato com os pobres. Alquebrado pela idade e trabalhos, morreu no dia 27 de setembro de 1660, em Paris. Vicente rompeu com o seu tempo, abandonando os grandes para servir os pobres. Renunciou a seus projetos de ambição. Foi solidário como um bom samaritano para com os pobres. Hoje não podemos apenas repetir o que fez Vicente, mas aproveitar suas intuições, para sermos também profetas como ele, neste nosso mundo globalizado e excludente. São Vicente foi canonizado no dia 16 de junho de 1637.

 

Tenho a devoção de seguir passo a passo a adorável Providência de Deus! Parece-me que é somente Nosso Senhor que fez e faz as coisas na pequena Companhia.
(S.V.P. Coste II, 208)


 Pastoral Vocacional

 

 

SAVV E VOCAÇÃO

O SAVV é uma atividade permanente e fundamental na Congregação da Missão Província do Sul (CMPS). Despertar e Motivar a vocação dentro do carisma de São Vicente de Paulo é o que move o SAVV.

Vocação é um chamado de Deus que tem como finalidade a realização plena da pessoa humana, visando à construção do Reino de Deus. Sendo assim, vocação é um chamado para cumprir uma missão. Deus faz o convite “Vem e segue-me” (colocar a indicação bíblica) ao homem que livremente dá sua resposta.

No primeiro momento Deus nos chama à vida e para sermos seus filhos adotivos por meio de Jesus. Nesta perspectiva o SAVV busca dá ferramentas para que o jovem faça um bom discernimento e de forma consciente dê sua resposta a Deus.

Deus caminha com o povo de Israel em um relacionamento amoroso. Assumindo a condição humana, Jesus assume também o rosto dos Pobres, marginalizados, excluídos. Seguindo Jesus, a missão do vicentino é de aproximação, compaixão, compreensão da vida e necessidade desses filhos de Deus.

Ser PADRES e IRMÃOS (missionários) vicentinos é procurar criar condições de desenvolvimento do pobre e favorecer sua dignidade humana, para que ele assuma a sua história construindo uma vida melhor em todos os aspectos.

Desta forma, o carisma vicentino é amar e servir o Cristo na pessoa do Pobre, evangelizando e servindo para assim libertá-lo de todas as misérias. A santificação, para o Padre e Irmão vicentino, acontece pela prática afetiva e efetiva junto aos mais necessitados, pois ser missionário vicentino é ter a capacidade de sair de si e ir ao encontro dos pobres – que são os preferidos de Jesus Cristo.

O que é necessário para ser PADRE ou IRMÃO vicentino?

a)    O desejo de servir os Pobres: Ser continuador da missão de Jesus Cristo a exemplo de São Vicente de Paulo.

b)    Preencher a Ficha Vocacional (que se encontra em sua Paróquia) e, assim iniciar o acompanhamento vocacional.

c)    Agendar com o Promotor Vocacional (Padre Clóvis Marques) uma visita em sua casa.

d)    Participar dos Encontros Vocacionais que são realizados nos meses de: julho, novembro e dezembro.

e)    É fundamental que o vocacionado tenha sido batizado, feito a Primeira Eucaristia e tenha sido crismado.

f)     É necessário que tenha concluído o ensino médio. Os que ainda não concluíram o ensino médio já podem começar o processo de acompanhamento vocacional, pois assim, já estão discernindo a sua vocação.

Contato:

(41)9699-0117

E-MAIL e FACEBOOK: savvvocacao@yahoo.com.br