Pastoral Judiciaria


O que é Pastoral Judiciária?
A Pastoral Judiciária surgiu de um pedido do Papa Francisco, para que o Serviço Judiciário Canônico, realizado na Igreja por meio dos Tribunais Eclesiásticos, seja de fato uma Ação Pastoral.

Qual a função da Pastoral Judiciária?
Em resumo, acolher e ouvir as pessoas que sofrem com o rompimento do vínculo matrimonial. Não importa quantos anos da separação se passou, a Igreja está aberta e disposta para ajudar estes fiéis. Assim, eles poderão voltar para a vida na comunidade paroquial. A Pastoral Judiciária poderá também analisar em que circunstância ocorreu este matrimônio e, havendo fundamento jurídico canônico, irá preparar toda a documentação para dar início no Processo de Declaração de Nulidade Matrimonial.

A Pastoral Judiciária vai fazer divórcios?
Não, a igreja não está fazendo divórcios! Jesus nos ensina que o casamento é indissolúvel (Mc 10, 1-12). Sendo assim, nenhum poder humano pode anular um matrimônio válido e consumado. Mas se o casamento for inválido ou não foi consumado, a autoridade eclesiástica poderá declarar a nulidade.

O que a igreja faz é estudar e analisar todos os fatos que ocorreram no período de namoro, noivado e casamento, através de documentos e testemunhas. Se for achada alguma coisa que cause a nulidade do casamento, o Tribunal Eclesiástico irá declarar este matrimônio nulo.

Quem pode pedir a Declaração de Nulidade Matrimonial?
Todos os “fiéis” separados ou divorciados que duvidam da validade do próprio matrimônio, ou estão convictos de sua nulidade. Todos serão acolhidos pela PasJud.

O que eu tenho que fazer para pedir esta Declaração?
Os interessados deverão preencher uma Ficha de Inscrição que se encontra no link abaixo ou na secretaria paroquial no endereço abaixo.

Praça Doutor Vicente Machado, s/nº (Sub-solo do Santuário)
Centro – Araucária/PR
Telefone: (41) 3642-1291
E-mail: pastoraljudiciaria@gmail.com


Coordenador: Domingos Gondek
Contato: