Importante: Orientações para a Semana Santa 2020.

Por: Gregory MacedoEm: Notícias


Diante da situação de pandemia que estamos vivendo e tendo recebido as orientações da Santa Sé, por meio da Congregação do Culto Divino e Disciplina dos Sacramentos, de que a data da Páscoa não pode ser transferida, determinamos que na Diocese de São José dos Pinhais se proceda:

1. Orientações Gerais:

a) O Bispo, Párocos, Administradores e Vigários Paroquiais devem celebrar os ritos litúrgicos na igreja Catedral e na igreja Matriz de cada paróquia, mesmo sem a participação dos fiéis.

b) Seja comunicado aos fiéis os horários das celebrações e os convidem a estar em plena comunhão de oração.

c) Onde for possível, as celebrações sejam transmitidas para que os fiéis possam acompanhar ao vivo.

d) Os padres residentes nos Seminários, Mosteiros e casas religiosas celebrem segundo as orientações acima e somente com o número necessário de pessoas para a realização do rito, respeitando a distância mínima de segurança ditada pelos órgãos de saúde pública. Os que não puderem participar destas celebrações estejam em comunhão pela oração individual da Liturgia das Horas.

2. Domingo de Ramos:

a) Celebre-se na igreja Catedral e na igreja Matriz de cada paróquia a Missa do Domingo de Ramos da Paixão do Senhor.

b) Realiza-se a saudação como de costume, procede-se a benção dos ramos, lê-se o Evangelho da Entrada de Jesus em Jerusalém, não se faça a procissão de ramos.

c) Segue a Missa a partir da Oração do dia. Os padres de uma mesma paróquia concelebrem.

d) A Coleta da Campanha da Fraternidade será realizada em data a ser determinada.

e) Os padres impedidos de celebrar esta Missa, bem como os diáconos, rezem as orações da Liturgia das Horas.

3. Missa Crismal:

Será transferida para outra data a ser designada.

4. Quinta-feira Santa:

a) Celebre-se na igreja Catedral e na igreja Matriz de cada paróquia a Missa da Ceia do Senhor.

b) Omite-se o lava-pés.

c) No final desta Missa, não se faz a procissão do translado do Santíssimo o mesmo deve ser guardado no Sacrário, como de costume.

d) Os padres de uma mesma paróquia concelebrem. Os padres impedidos de celebrar esta Missa, bem como os diáconos, rezem a oração das Vésperas da Liturgia das Horas.

5. Sexta-feira Santa:

a) Celebre-se a Paixão do Senhor na igreja Catedral e na igreja Matriz de cada paróquia.

b) Na Oração Universal acrescentar a seguinte oração:

XI. Para o nosso tempo. Oremos, irmãos e irmãs, a Deus Pai todo-poderoso, que neste tempo difícil de pandemia, sejamos confortados pela vossa infinita Misericórdia, os doentes encontrem o alívio de suas fragilidades, os que partiram sejam acolhidos na eternidade e as famílias enlutadas encontrem o conforto e a paz.

Reza-se em silêncio. Depois o sacerdote diz:

Deus eterno e todo-poderoso, fonte da vida e salvação do mundo, concedei a todos enfrentar esse tempo de dificuldade, com o coração sereno, confiando na vossa infinita misericórdia, acolhei no vosso convívio os que partiram e consolai os que sofrem. Por Cristo, nosso Senhor. Amém.

c) O rito solene da Adoração da Cruz, bem como a coleta para os “Lugares Santos” sejam transferidos para a Festa da “Exaltação da Santa Cruz, no dia 14 de setembro.

6. Vigília Pascal:

a) Celebre-se a Vigília Pascal na igreja Catedral e na igreja Matriz de cada paróquia.

b) Não se proceda o rito do “fogo novo”, apenas se acenda o Círio Pascal. Não se faça nenhuma procissão. Cante-se (ou reze-se) o “Exsultet”, seguindo-se para a Liturgia da Palavra.

c) A Liturgia da Palavra segue o modo breve: 3 leituras do Antigo Testamento com os respectivos Salmos e orações (A leitura do Livro do Êxodo 14,15-15,1 não pode ser omitida); leitura da Epístola e o Evangelho correspondente.

d) Na Liturgia batismal, somente se faça a renovação das promessas batismais, não se faça a benção da água; seguindo-se para a Liturgia Eucarística.

e) Os padres de uma mesma paróquia concelebrem. Os padres impedidos de celebrar esta Missa, bem como os diáconos, rezem o Ofício das Leituras indicado para o Domingo de Páscoa.

            Solicitamos aos responsáveis o cumprimento de todas as orientações acima descritas para que em comunhão possamos celebrar a Páscoa do Senhor.

            Que a Virgem Maria, Senhora das Dores e São José intercedam por toda a nossa Igreja, para que possamos superar este momento de dificuldades! Que tenhamos uma Páscoa abençoada!

 

São José dos Pinhais, 25 de março de 2020.
Solenidade da Anunciação do Senhor

+ Dom Celso Antônio Marchiori
Bispo Diocesano de São José dos Pinhais

 

Pe. Fábio Junior Meira
Cerimoniario e Coordenador da Pastoral Litúrgica


PROGRAMAÇÃO E ORIENTAÇÃO DA SEMANA SANTA 2020

Todas as celebrações serão transmitidas pelo facebook da paróquia, a Igreja estará fechada.

Dia 05/04 – DOMINGO DE RAMOS
Horário: 08:00h com transmissão
Obs: Prepare os ramos e deixe consigo para a bênção dos mesmos.

Dia 09/04 – QUINTA-FEIRA SANTA
Horário: 19:00h com transmissão

Dia 10/04 – SEXTA-FEIRA SANTA
Horário: 15:00h com transmissão

Dia 11/04 – SÁBADO SANTO 
– Benção de alimentos às 17:00h com transmissão
Observação: Prepare a sua cesta e mantenha próximo do dispositivo que transmitira o momento para a bênção

– Santa Missa Solene às 19:00h Santuário com transmissão

Dia 12/04 – DOMINGO DA PÁSCOA DO SENHOR
Horário: 08:00h com transmissão